EDITORIAL

Homenagem da UFP / ONU ao Fundador do Parlamento Mundial de Segurança e Paz

E-mail Imprimir

CELSO_E_DAVI

Ao emitirmos este PARECER sobre a PESSOA e a OBRA do DR. CELSO DIAS NEVES, consideramos, pertinente, aplicarmos a Psicoteologia e a Neuroteologia (Psicanálise), como CRITÉRIO de DISCERNIMENTO, observando o que Nosso Senhor e Salvador HWHSHY, postulou aos Seus Discípulos: “... Pelos Seus Frutos, os conhecereis...”. A Sabedoria Oriental, postula: AGIR SEGUNDO A SUA PRÓPRIA NATUREZA. “... Ao ser picado pelo Escorpião, o Mestre soltou-O novamente no Rio, e ainda com a Dor da picada, correu apanhar um Ganho para salvar o Inseto Peçonhento, da fúria das Águas, ao que o Discípulo, escandalizado, bradou: “ - Esse Animal ingrato, O picou Mestre, e o Senhor Lhe salva a vida, mesmo depois desta Traição?”. O Mestre respondeu com profundidade: “Ele agiu segundo a Natureza d’Ele e Eu agi segunda a Minha Natureza”.

Anexos:
FicheiroTamanho do ficheiro
Fazer download deste ficheiro (PARECER FINAL Celso_Dias_Neves 2.pdf)PARECER FINAL Celso_Dias_Neves 2.pdf244 Kb
Última atualização em Qui, 23 de Junho de 2011 13:04

AJUDE A ACABAR COM O INFANTICIDIO INDIGENA.

E-mail Imprimir

APOIO HUMANITÁRIO DO TJAM.

Carta Aberta Contra o Infanticídio Indígena no Brasil

Nós, indígenas do Mato Grosso e do Brasil, pedimos a sua atenção para os casos de infanticídio que ocorrem impunemente nas aldeias indígenas do Brasil. O infanticídio não é um fato novo. Infelizmente sempre esteve presente na história das culturas indígenas. Entretanto, este assunto tem ganhado visibilidade na mídia com a divulgação da história da menina Hakani da etnia Suruahá, que sobreviveu ao infanticídio após o suicídio dos pais e irmãos.

Última atualização em Seg, 28 de Fevereiro de 2011 11:35

Aulas de Arbitragem - TV JUSTIÇA DO STJ

E-mail Imprimir

Assista as video aulas de arbitragem da TV Justiça do STJ

Última atualização em Qui, 23 de Junho de 2011 13:06

Juiz Luiz Roberto Ayoub defendeu o conceito da arbitragen em processo de recuperação da Varig

E-mail Imprimir
varig

Eterno tema de discussão entre a magistratura brasileira, o sistema arbitral chegou a ser sugerido durante o processo de recuperação da Varig, pelo juiz responsável pelo processo Luiz Roberto Ayoub, da 1º Vara Empresarial do Tribunal de justiça do Rio de janeiro (TJ-RJ). A declaração foi feita ontem pelo próprio Ayoub, durante a palestra  A Arbitragem e o Poder Judiciário , promovida pela Câmara Britânica de Comercio e Indústria. Participou como palestrante também o juiz da 4º Vara empresarial do TJ-RJ, Antonio Carlos Esteves Torres.

Página 4 de 4

Você esta em: EDITORIAL