NOTÍCIAS

Câmaras de Arbitragem do eixo Rio-São Paulo movimentaram R$ 2,5 bilhões em três anos

E-mail Imprimir

Câmaras de Arbitragem do eixo Rio-São Paulo movimentaram R$ 2,5 bilhões em três anos

Presidente da CCI, principal órgão arbitral do globo, vem ao Ciesp/Fiesp nesta sexta-feira (21) para discutir Brasil como espaço para resolução de conflitos jurídicos entre empresas.

As cinco principais câmaras do eixo RJ-SP movimentaram 121 processos entre 2005 e 2008, responsáveis por cerca de R$ 2,5 bilhões. Quase a metade destes processos tramitou na Câmara de Mediação e Arbitragem do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), que realiza recebe a Jornada Latino-Americana de Arbitragem, no dia 21 de agosto (sexta-feira).

Os números ajudam a destacar o Brasil como player arbitral na América Latina. Em 2007, México e Brasil lideraram o continente em número de casos registrados na Câmara de Comércio Internacional. A CCI é o principal órgão mundial de arbitragem, uma espécie de OMC para disputas jurídicas envolvendo empresas, e está sediado em Paris. Foram 35 casos de litígios envolvendo partes empresariais brasileiras naquele ano. O País se destacou também como sede de processos inscritos, tendo liderado o ranking latino-americano com 14 dos 32 casos auditados na CCI.

O evento do Ciesp e da Fiesp traz, pela primeira vez ao País, o presidente e o secretário-geral da CCI, John Beechey e Jason Fry. A Jornada Latino-Americana de Arbitragem é organizada pelo Ciesp e a Fiesp, em parceria com Comitê Brasileiro de Arbitragem (CBAr) e a CCI.

Arbitragem - Em 11 anos de atividade, o menor processo arbitrado na Câmara do Ciesp foi de R$ 18 mil e o maior de R$ 230 milhões. Nesse período, foram 136 processos. De 1998 a 2009 houve um salto significativo na procura pela alternativa extrajudicial. No órgão do Ciesp: de um caso, naquele ano, para 25 procedimentos instaurados só no 1° semestre deste ano. O número de casos em 2009 já é 13,6% maior que o registrado em todo o ano passado (22 processos).

A arbitragem é uma alternativa mais rápida para resolver disputas no ambiente de negócios, um meio privado de solução de litígios, que na Europa já é praticado há um século e no Brasil começa a decolar. As vantagens do procedimento arbitral são: agilidade, especialidade das decisões e sigilo total d conteúdo dos processos.

Litígios arbitrais podem ser resolvidos numa média de 6 a 18 meses por câmaras de arbitragem. O método também é mais econômico, quando comparado com a Justiça comum, sendo que o custo final de um processo pode custar 60% menos.

Fonte: http://www.revistafatorbrasil.com.br/ver_noticia.php?not=88263

Câmaras de Arbitragem do eixo Rio-São Paulo movimentaram R$ 2,5 bilhões em três anos

E-mail Imprimir

Câmaras de Arbitragem do eixo Rio-São Paulo movimentaram R$ 2,5 bilhões em três anos

Presidente da CCI, principal órgão arbitral do globo, vem ao Ciesp/Fiesp nesta sexta-feira (21) para discutir Brasil como espaço para resolução de conflitos jurídicos entre empresas.

As cinco principais câmaras do eixo RJ-SP movimentaram 121 processos entre 2005 e 2008, responsáveis por cerca de R$ 2,5 bilhões. Quase a metade destes processos tramitou na Câmara de Mediação e Arbitragem do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), que realiza recebe a Jornada Latino-Americana de Arbitragem, no dia 21 de agosto (sexta-feira).

Os números ajudam a destacar o Brasil como player arbitral na América Latina. Em 2007, México e Brasil lideraram o continente em número de casos registrados na Câmara de Comércio Internacional. A CCI é o principal órgão mundial de arbitragem, uma espécie de OMC para disputas jurídicas envolvendo empresas, e está sediado em Paris. Foram 35 casos de litígios envolvendo partes empresariais brasileiras naquele ano. O País se destacou também como sede de processos inscritos, tendo liderado o ranking latino-americano com 14 dos 32 casos auditados na CCI.

O evento do Ciesp e da Fiesp traz, pela primeira vez ao País, o presidente e o secretário-geral da CCI, John Beechey e Jason Fry. A Jornada Latino-Americana de Arbitragem é organizada pelo Ciesp e a Fiesp, em parceria com Comitê Brasileiro de Arbitragem (CBAr) e a CCI.

Arbitragem - Em 11 anos de atividade, o menor processo arbitrado na Câmara do Ciesp foi de R$ 18 mil e o maior de R$ 230 milhões. Nesse período, foram 136 processos. De 1998 a 2009 houve um salto significativo na procura pela alternativa extrajudicial. No órgão do Ciesp: de um caso, naquele ano, para 25 procedimentos instaurados só no 1° semestre deste ano. O número de casos em 2009 já é 13,6% maior que o registrado em todo o ano passado (22 processos).

A arbitragem é uma alternativa mais rápida para resolver disputas no ambiente de negócios, um meio privado de solução de litígios, que na Europa já é praticado há um século e no Brasil começa a decolar. As vantagens do procedimento arbitral são: agilidade, especialidade das decisões e sigilo total d conteúdo dos processos.

Litígios arbitrais podem ser resolvidos numa média de 6 a 18 meses por câmaras de arbitragem. O método também é mais econômico, quando comparado com a Justiça comum, sendo que o custo final de um processo pode custar 60% menos.

Fonte: http://www.revistafatorbrasil.com.br/ver_noticia.php?not=88263

Última atualização em Sáb, 23 de Julho de 2011 23:47

O TJAM NO JAPÃO.

E-mail Imprimir

 

    JORGE

 

JORGE TOSHIO arbitro – juiz – arbitral da 23.a turma do TJAM de Manaus Amazonas  e Conselheiro de Direitos Humanos do Parlamento Mundial de Segurança e Paz em breve estará no Japão fazendo palestras sobre os avanços dos 14 anos da Lei de Arbitragem Brasileira promulgada pelo Decreto Federal 9.307/96 conhecida como Lei Marco Maciel.

A palestra será para universitários que estudam direito  e executivos que trabalham com importação e exportação, pois o Japão em todas as exportações somente é assinado contratos com clausulas arbitrais.

A importância desta palestra e que será um intercambio entre Brasil e Japão estreitando inclusive troca de experiências entre os tribunais arbitrais existentes no Japão.

Fonte TJAM NEWS.

Última atualização em Seg, 01 de Novembro de 2010 20:57

Mercosul e UE podem fechar acordo em 2011

E-mail Imprimir

 

MERCOSUL_UE_1São Paulo - As negociações entre o Mercosul e a União Europeia (UE) para a criação da maior área de livre comércio do mundo podem ser concluídas até julho do ano que vem. Não foi estabelecida uma meta formal, mas os diplomatas fixaram um cronograma para o processo, que terminaria no fim do primeiro semestre de 2011. Estão marcadas mais quatro rodadas de discussões: no fim de novembro em Brasília, em março em Bruxelas, em abril e maio em Assunção e, finalmente, em junho e julho em Bruxelas. É a primeira vez que os diplomatas fecham esse tipo de compromisso desde a retomada do processo.

Última atualização em Qua, 20 de Outubro de 2010 11:25

Parlamento Mundial de Segurança e Paz

E-mail Imprimir

dibo cursoO Parlamento Mundial de Segurança e Paz recentemente realizou uma solenidade magna na Cidade de Rorainopolis com a presença da Primeira Dama do Estado Shérida de Anchieta contando com a presença de ilustres autoridades do estado de Roraima, ocasião em que foi proferida a palestra do Professor Roberto Dibo que explicou aos presentes o projeto em parceria com o parlamento POMAJEM-UNI, projeto este coordenado pela Conselheira de Direitos Humanos Alcilene Menezes que já formou mais de oito mil alunos no estado do Amazonas a custo zero.

Mande um e-mail pra Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. e receba um curso inteiramente gratuito com direito a um Certificado Extra Curricular.

 

Assintam na World Parlament TV site www.parlamentworld.org  ou http://worldtv.com/world_parlament_tv

importantissima entrevista do General Heleno sobre a Amazonia.

 

Última atualização em Dom, 19 de Dezembro de 2010 19:32

Página 2 de 8

Você esta em: NOTÍCIAS